segunda-feira, 30 de maio de 2011

Querer em poesia...



Quero parar o tempo e apenas observar...
Ver a brisa, comer odores...
Tocar a luz, cheirar as cores ...

Quero o improvável, o impossível.
Sentir a arte e deixá-la fluir...
Ter coragem de seguir.

Quero o amor como paixão e
Ter paixão no amor...
Nesse frio, sentir calor.

Quero boemia e quero lucidez
De ser louca na mesma proporção
Em que sou sã.

Quero a liberdade e responsabilidade
De ser dona de meu destino
E escolher o meu caminho.

Quero tantos quereres
Que nem me lembro de todos agora
Só sei que quero a toda hora.

Quero deixar de querer...
Mas até mesmo não querer é
Também um querer.

Antes do querer, vem o agradecer...
Obrigada!

Até.

6 comentários:

sahveiga disse...

Amo suas escrituras! :)

♣Tânia Yuri ♣ disse...

◕‿◕

AgniruC disse...

Obriga por dividir tão bela arte escrita em linhas tão finas e leves!!

♣Tânia Yuri ♣ disse...

2X ◕‿◕!

Vinicius Pereira disse...

Os quereres tão complexos! Belo poema, amor!
Lembrei dos quereres de Caetano.

bjs

♣Tânia Yuri ♣ disse...

Você não vai acreditar... acabei de fazer a postagem do vídeo com a letra... só depois vi esse seu comentário!

Conexões... bjs

Postar um comentário

Faça aqui sua pesquisa

Minha foto
♣Tânia Yuri ♣
Atibaia, São Paulo, Brazil
❤ Mãe, filha, amiga, professora... ♀ MULHER ♀
Visualizar meu perfil completo