sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Dia dos Professores

Ontem fui assistir à palestra de Pedro Bandeira, ele começou falando sobre a história da educação e da importância que ela tinha (ou melhor, não tinha) na sociedade. Só recebia educação aquele que fazia parte da elite, da nobreza... Mais tarde a educação foi posta como necessária para aqueles que deveriam seguir a palavra de Deus... ou seja, era preciso saber ler para interpretar a bíblia (isso na Europa e EUA, aqui nada de pitibiriba!) nas colônias os escravos e servos não precisariam saber ler pois bastava a interpretação feita pelos padres da época.
Pois é... desde sempre nós fomos podados à educação, não é interessante governar para um povo que sabe reivindicar por seus direitos, portanto quanto mais leigo ele for, mais fácil será manipulá-lo!
Na verdade o que acontece é que não podemos construir um país forte e independente se seu povo não sabe ler nem escrever direito!!! Pedro Bandeira citou dados estatísticos assustadores sobre nosso Brasil... você sabia que numa pesquisa para avaliar a capacidade de interpretação textual, realizada com alunos do primeiro ano do Ensino Médio, nós ficamos em último lugar... atrás do México, Equador entre outros? O resultado da pesquisa constatou uma dura realidade para o brasileiro: nós somos péssimos leitores! E isso se deve a um histórico de negligência educacional.
Antigamente o professor era muito admirado, reconhecido e valorizado... o salário de um professor equivalia ao salário de um juiz de direito (igualzinho hoje, rs), atualmente nossos salário são de miséria enquanto os juízes têm seus salário cada vez mais robustos...
Nos EUA e países desenvolvidos, somente os melhores alunos têm o privilégio de lecionar... somente os melhores podem ensinar, enquanto aqui, um profissional que não consegue emprego na sua área, pode resolver "virar" professor (por falta de opção), ou seja, "qualquer um" pode ser professor...
Mas ser professor é, acima de tudo, ter a chance de fazer diferença na vida de um aluno... é abrir as portas do desconhecido e apresentar um mundo de possibilidades, expandir horizontes antes limitados...apesar dos pesares amo o que faço e sei que a minha dedicação é importante e é por isso que, mesmo com todas as dificuldades e pedras pelo caminho, eu afirmo que "um outro mundo é possível" e o primeiro passo dessa jornada começa na escola e eu tenho muito orgulho de se semeadora e cultivadora dessa semente... um dia colheremos bons frutos e poderemos olhar para trás e dizer: " que bom que acreditamos e não desistimos!!!"
Lecionar é uma missão que tem que ser cumprida com muito amor, independente de salário baixo, de ter reconheciento... porque a criança que precisa do professor não tem culpa de nada disso.
Pedro Bandeira fez ainda uma comparação extremamente interessante entre o trabalho de um professor e o trabalho de um médico. O paciente que precisa de um médico é justamente aquele que está doente e precisa de cuidados ... assim como o aluno que precisa do professor é aquele que tem dificuldades em entender, aprender e, portanto, precisa de mais atenção. Infelizmente assim como a saúde pública não está preocupada com os pacientes doentes, a educação pública também não está preocupada com os alunos que têm dificuldades de aprendizado... então, cabe aos médicos e aos professores salvarem o futuro do nosso país... pois nem tudo está perdido. Estamos caminhando rumo a um futuro melhor, não podemos desistir, temos que cultivar a leitura, a pesquisa e incentivar nossas crianças a explorarem o mundo do conhecimento; vamos mostrar à elas como é empolgante o conhecimento ... "hasta la victoria siempre!"
Parabéns para nós!!!

Até a próxima...
Yuri

0 comentários:

Postar um comentário

Faça aqui sua pesquisa

Minha foto
♣Tânia Yuri ♣
Atibaia, São Paulo, Brazil
❤ Mãe, filha, amiga, professora... ♀ MULHER ♀
Visualizar meu perfil completo