terça-feira, 14 de setembro de 2010

Desabafo

É impressionante a capacidade das pessoa de começarem intrigas a troco de nada! Sou professora e, como tal, trabalho em um ambiente cercado de educadores, e o que mais me incomoda é saber que certas educadoras, que deveríam ser exemplo, são capazes de atitudes tão esdrúxulas como a de gerar intrigas ...
Sei que um lugar com muitas mulheres, a maioria das vezes, não dá certo mesmo. A mulher por natureza é competitiva e até invejosa, mas nós, professoras, temos o dever de educar e coscientizar nossos alunos sobre o respeito que devemos ter para com as pessoas de modo geral... agora, como é que pode uma pessoa educar e coscientizar alguém se ela mesma, desdenha gratuitamente o trabalho de outra profissional, sem nem ao menos ter participado dele? Como pode ela dizer à outras colegas de trabalho coisas sem certeza, baseada na simples dedução da parte dela?
É fácil criticar sem razão, falar por falar e comparar pessoas usando dois pesos e duas medidas... mas na minha opinião isso é coisa de mulher mal amada, invejosa e pior que tudo isso: FALSA! Falsa sim, porque não tem coragem de falar na cara o que acha e, além de não falar o que realmente pensa, ainda tem a cara de pau de puxar assunto e se fazer de amiga... e , na primeira oportunidade que tem, desce a lenha...
Pôxa eu sempre faço tudo certinho e até mais quando posso... faço porque eu não sei ser de outra forma, mas eu gostaria de não me incomodar tanto de as outras pessoas não serem assim, de conseguirem maldizer uma pessoa a troco de nada... de dizer que qualquer pessoa faz o meu trabalho, que cansou de me ver na internet em horário de trabalho... (todas as vezes que usei a sala de informática foi para preparar aula), é muita falsidade e antiética para uma pessoa só.
Aliás, a falta de ética no trabalho me causou muito desagrado durante essa semana... é muito difícil calar as vozes que ficam dizendo de um lado "não é justo, sacanagem! Você devereria contar a verdade... os outros precisam saber quem é essa pessoa!" e de outro "você está certa em não falar nada. Deixa tudo como está, desencana!" ... e na verdade tudo o que eu gostaria é de desencanar, mas o meu senso de justiça me corroe e sinto um aperto no peito porque eu não quero contar nada, não quero falar nada... mas também não aprovo a atitude em questão, mas eu não é da minha conta e mas, mas, mas... turbilhão de pensamentos, questionamentos éticos, valores, conceitos e sentimentos... até fico tonta...
...
Bom, acho que agora me sinto mais leve... não gosto de falar mal das pessoas, mas tem horas que preciso desabafar minhas opiniões e impressões sobre os acontecimentos e essas últimas semanas têm sido complicadas! O melhor é não ouvir, não ver e não falar...
Até a próxima...
Yuri

0 comentários:

Postar um comentário

Faça aqui sua pesquisa

Minha foto
♣Tânia Yuri ♣
Atibaia, São Paulo, Brazil
❤ Mãe, filha, amiga, professora... ♀ MULHER ♀
Visualizar meu perfil completo